quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MEMÓRIAS DA CANOAGEM EM FARO 1983


No ano de 1983 fui convidado para participar num projecto de construção de canoas, e consequente divulgação da modalidade em Faro.

Com a coordenação por parte do empresário farense António Viegas "Fofo", começámos a construir canoas, utilizando um molde cedido pela antiga DGD (Direcção Geral dos Desportos).

Em poucos meses, lançámos para o mercado várias dezenas de canoas, o que possibilitou a muitos jovens farenses, da altura, iniciarem-se nesta modalidade.

Construí a minha própria canoa e comecei a praticar este desporto na Ria Formosa.

Lembro-me perfeitamente de realizar, a solo, o percurso entre a Praia de Faro e a Ilha Deserta, para visitar a família Sancho e o Alves, regressando à Ilha de Faro no dia seguinte.

Na altura, fui contactado pelo "FAOJ", para colaborar num projecto que visava a realização de uma expedição "Descida do Rio Guadiana - Nascente Foz", onde me empenhei de alma e coração. Infelizmente esse projecto não reuniu os apoios necessários e ficou pela intenção.

Recordo igualmente uma situação "dramática" em que estava a "surfar" com a minha canoa na Praia de Faro, com "mar de fora" e, numa onda, perdi o controlo, fui enrolado, ficando numa situação de "máquina de lavar".
Fiquei bloqueado dentro da canoa, invertido, e tendo ficado sem a pagaia tive de ir buscar forças e sangue frio para me libertar e não me afogar.

Resolvida esta situação regressei ao mar e passei momentos fantásticos.

Muitos foram os percursos que realizei na Ria Formosa, sendo a canoa um excelente meio para descobrir e explorar os recantos tão belos deste Paraíso Natural.