quarta-feira, 22 de setembro de 2010

MEMÓRIAS DA MINHA PARTICIPAÇÃO NA EXPEDIÇÃO AOS ALPES 2009





CRÓNICA EXPEDIÇAO ALPES FRANCESES 2009

Domingo 30 Agosto: Chegada a Chamonix.

Segunda 31 Agosto: Les Houches – Refugio Tete Rousse 3107 metros

Terça 01 Setembro: Tete Rousse- Refugio Goûter 3817 metros

Terça 01 Setembro:Recorde pessoal de altitude em Alta Montanha Goûter – Vallot 4362metros - Cume Dôme Goûter 4304 metros (Exibi orgulhosamente as Bandeiras da Cidade de Faro e AMEA).

Terça 01 Setembro: Descida Vallot – Tete Rousse

Quarta 02 Setembro: Descida Tete Rousse- Les Houches- Chamonix

Devido a apenas termos hipótese de bom tempo na Montanha durante cerca de 30 horas, realizamos a ascensão praticamente directa entre Chamonix e a barreira dos 4000 metros.

Consegui bater o meu recorde de altitude 4362 metros, realizando com sucesso a a ascensão ao Dôme du Goûter e Vallot.

Optei por não tentar fazer cume no Monte Branco dado que o mau tempo estava a aproximar-se, a minha velocidade de progressão não me asseguraria evitar as condições meteorológicas adversas, e a descida era bastante longa e exigente.
Na Montanha, a por vezes difícil atitude de renunciar pode ser decisiva para trazer-nos de volta sãos e salvos.

Os últimos 1800 metros da descida foram bastante difíceis dado que o meu material pessoal ficou na bagagem extraviada pela companhia aérea (TAP) e senti muita falta dos bastões entre outro material.

Cheguei a Chamonix cansado e com uma terrível dor nas pernas mas muito satisfeito por ter regressado em segurança e ultrapassado a barreira dos 4000 metros nos Alpes Franceses.
Memórias que não se esquecem.


Senti-me emocionado quando a o avião tocou a pista do aeroporto de Faro.Foi sem duvida uma das maiores aventuras que vivi ao longo da minha vida, e o facto de ter transportado a bandeira da minha cidade encheu-me de orgulho mas também de responsabilidade.

Felizmente tudo correu bem, apesar de num período de sete dias apenas ter tido 30 horas de viabilidade para ascender na montanha com bom tempo.É claro que o meu objectivo era o Monte Branco...e estive apenas a 400 metros do cume...A montanha é implacável e os erros pagam-se muito caro.

Quando tomei a decisão de descer, sabia perfeitamente que as probabilidades de estar agora a escrever este texto aumentavam consideravelmente.Assim foi. Dei meia volta a 400 m do cume do Monte Branco, também já tinha batido o meu recorde de altitude 4362 m, ainda deu tempo para subir ao Dôme do Gûter 4304 m e descer em relativa segurança, dado que o paredão de 700m onde se encontra o tristemente famoso "Corredor da Morte" não perdoa com mau tempo e presenciei queda de pedras que facilmente provocam tragédias.

Após uma subida directa mas tranquila entre os 1000 e os 4000 m iria sentir muitas dificuldades na parte final da descida e o esforço despendido começou a fazer-se sentir.

Quanto ao resto sinto que cumpri o meu objectivo, ultrapassei os 4000 metros, exibi a bandeira da Cidade de Faro e regressei em segurança.Quero agradecer às gentes da Cidade de Faro o apoio e as mensagens que me enviaram durante esta aventura.


Agradeço à Câmara Municipal de Faro, Óptica Graça, Defesa de Faro, AMEA, e Algarve Press.