domingo, 26 de setembro de 2010

MEMÓRIAS DA REGATA OLHÃO-FARO-OLHÃO 1977


Regata Olhão-Faro-Olhão (Vela Ligeira) 1977
A Regata Olhão-Faro-Olhão foi sem dúvida uma das provas de vela mais carismáticas em que participei.
Naquela altura, transportar os barcos em atrelados para outras localidades era bastante complicado, dado que os meios eram escassos (logística quase inexistente).
Para disputar esta prova, os velejadores do Naval de Faro efectuaram a deslocação entre Faro e Olhão navegando pela Ria Formosa.
A regata estava marcada para Domingo, e no Sábado anterior lá fomos a navegar pelos canais da Ria, deixando os barcos no Clube de Olhão. Alguns regressaram nas viaturas dos pais, outros de autocarro.
No Domingo, com o meu proa Paulo Loia Guerreiro, aparelhámos o Cadete 7038 e fomos para a linha de largada.
A Ria estava repleta de barcos à vela, representando vários clubes algarvios.
Largámos, e a primeira parte do percurso realizava-se até ao cais comercial de Faro, onde tivemos de rondar uma bóia, regressando depois a Olhão.
Nessa rondagem estava classificado em segundo lugar, atrás de uma tripulação no Cadete de VRSA.
Içámos então o balão (vela para mareações favoráveis), escolhendo as melhores trajectórias nos canais da Ria Formosa e aproveitando as correntes.
Quando chegámos à Praça Larga (Farol) conseguimos ultrapassar os nossos adversários, ganhando inclusivamente uma confortável vantagem acabando por vencer destacados esta importante prova.
Foi uma vitória com um sabor especial.
Após a entrega dos troféus regressámos a Faro navegando novamente pela Ria, chegando ao Naval de Faro ao cair da noite, com a grande satisfação da vitória conquistada.