quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MEMÓRIAS DE UM DIA DE ESCALADA NA GARGANTA DA GRALHEIRA 2008




Posso afirmar convictamente que foi um daqueles dias de escalada que nunca se esquece.

Após ter recebido o telefonema do Nuno Santos, convidando-me a conhecer um recente "spot" de escalada no Algarve (Garganta da Gralheira perto de Albufeira) preparei o material e à hora combinada (dez da manhã) lá estava, pronto para escalar naquele vale "esquecido" mas com um potencial fantástico para a prática da escalada.

Constatei no local que iríamos ter a companhia de outros colegas escaladores: Tamara, Janete Fernandes, Celestino Martins e David Rodrigues.

Antes de começarmos a escalar, o Nuno (principal dinamizador daquele "spot") fez questão em me mostrar o local, ficando verdadeiramente maravilhado com esta paisagem praticamente virgem que me transportou para outra dimensão, estando no entanto tão perto da civilização.

A Garganta da Gralheira situa-se entre Albufeira e a localidade de Vale de Parra, onde a Associação de Montanhismo e Escalada do Algarve (AMEA) tem vindo a equipar vias para escalada desportiva.

Neste momento já estão devidamente equipadas mais de duas dezenas de vias, todas elas no entanto com grau de dificuldade elevado (a partir de 6a).

Começámos então a escalada, abordando uma via 6a que, apesar de utilizar a técnica Tope-Rope, só consegui concretizar à segunda tentativa.

Ainda escalei uma via 6b com um sub prumo onde senti bastante dificuldade, mas que ultrapassei.

Tive a oportunidade de admirar a actividade dos excelentes escaladores Nuno Santos, David Rodrigues e Celestino que concretizaram encadeamentos de cortar a respiração.

Uma palavra para as senhoras que evidenciaram igualmente uma técnica bem apurada de escalada.

Ao cair da noite demos por terminada a actividade, satisfeitos por termos passado um belo dia de escalada na garganta da Gralheira.