segunda-feira, 4 de outubro de 2010

MEMÓRIAS DO REGRESSO À ESCALADA NA ROCHA DA PENA 2008





ROCHA DA PENA SALIR ALGARVE

Apesar de ter estado afastado durante muitos anos da prática da Escalada, sempre acompanhei com muito interesse as actividades do Núcleo de Montanhismo de Faro, posteriormente a AMEA.

Fui acompanhando igualmente as fabulosas conquistas do também escalador João Garcia que considero o melhor Alpinista Português de todos os tempos.

Nos últimos oito anos frequentei regularmente a Rocha da Pena, quer para praticar pedestrianismo, admirar os escaladores em actividade, ou simplesmente ficar no Bar das Grutas em amena conversa com o sr. Horácio.

No início de 2008 resolvi regressar à Escalada.

Para recuperar a forma física comecei por praticar pedestrianismo com a Associação Almargem, tendo participado num razoável número de caminhadas, realizadas em percursos bastante interessantes aqui no Algarve.

Para concretizar este meu regresso à escalada tive de adquirir algum material: pés-de-gato, capacete, arnês, corda dinâmica, mecanismo de segurança Grigri, mosquetões, expressos, etc.

Em Junho de 2008 contactei o experiente escalador Nuno Santos (Albufeira) e, na Rocha da Pena, comecei por escalar três vias no sector Petra, seguidamente fiz mais uma via (35 metros)onde testei a minha resistência, tendo escalado ainda nos sectores Águia, Monitor, Vaca, e Escadas do Inferno (vias IV, V, V+ e 6a).

Realizei estas escaladas, umas em tope-rope, outras a "abrir", consoante o grau de dificuldade.

Foi um reencontro com a Escalada que me deu enorme satisfação e posso afirmar que esta fascinante modalidade que nos apura a autoconfiança e determinação, nos permite igualmente desfrutar de ambientes e paisagens verdadeiramente únicas.

Passados trinta anos estava de novo a escalar na Rocha da Pena.