terça-feira, 25 de janeiro de 2011

REGATAS


CLICAR NA IMAGEM PARA AMPLIAR
Regata em Olhão (Finais da década de setenta Sec XX)

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

TENTATIVA DE CENSURA - O CASO DO DESAPARECIMENTO DOS ACCESS 2.3 DO CENTRO NÁUTICO DA PRAIA DE FARO


Como é relativamente do conhecimento público, há cerca de duas décadas que tenho vindo a colaborar com vários Orgãos da Comunicação Social através da publicação de textos e artigos de opinião sobre uma grande diversidade de temas e situações do dia a dia.
Nos últimos dez anos vivi na cidade de Quarteira (Vilamoura) onde colaborei intensamente na introdução da Vela Adaptada no Algarve e em Portugal, factos que estão devidamente registados e dos quais não escondo uma enorme satisfação e orgulho.
Mudei-me recentemente para a Praia de Faro e curiosamente a primeira notícia que recebo refere-se ao furto das embarcações Access 2.3, pela vinda das quais para o Algarve me esforcei muitíssimo tendo dedicado dois anos de trabalho a escrever e a contactar Entidades e Patrocinadores para reunir as verbas necessárias à sua aquisição.
Perante este furto resolvi escrever um texto que foi publicado em vários Blogues e Orgãos da Comunicação Social a alertar para o facto destas embarcações servirem uma causa que sempre defendi e abracei, o lazer e bem estar da população deficiente.
Após a publicação destes textos comecei a sentir algum incómodo por parte de algumas pessoas ligadas ao Ginásio Clube Naval de Faro e Centro Náutico da Praia de Faro que evocaram o facto de não estar de momento ligado à Vela Adaptada, para "repudiar" a minha atitude em escrever sobre o assunto.
Uma coisa é certa. As embarcações estiveram desaparecidas, ao que consta, durante três semanas. Após a publicação dos textos, em menos de 24 horas foram recuperadas.
Estou satisfeito pelo regresso dos Access 2.3, ainda que, ao que parece, possa ter incomodado alguém.
Luís Nadkarni

sábado, 8 de janeiro de 2011

O REGRESSO A CASA


A sempre bela Praia de Faro.